Res#2 – Jô Levy entrevista Kelly Lima

baixe o arquivo aqui


A artista Kelly Lima, que viveu dois meses em Goiânia desenvolvendo o projeto Interfaces da Era Digital, dentro das Residências Artísticas do Telinha de Cinema, conversou com a coordenadora pedagógica do Telinha de Cinema-Goiânia, Jô Levy, sobre a experiência do Res-Telinha e a expectativa para a exposição, que estará aberta à visitação pública no Espaço Telinha em Goiânia a partir de 31 de outubro. Kelly diz que trabalhar com códigos binários resultou na confirmação de que tudo é matéria para a criação. Painéis, intervenções, esculturas e vídeo são registros, mas também etapas e vestígios do desenvolvimento do projeto. Uma da propostas trabalhadas durante a residência foi a intervenção urbana. Segundo a artista, na intervenção “uma ideia sua dialoga com as pessoas e aí o embate é político”, porque é a presença de várias ideias sendo negociadas dentro de um território. Sobre a experiência de trabalhar com adolescentes, em sua maioria ex-alunos do Telinha de Cinema, Kelly se diz feliz com o resultado por acreditar que muitos deles começaram a ver as coisas de uma forma diferente. “Acho que o que aprenderam aqui vão levar para a vida”.

Exposição: Interfaces na era digital
Onde: Espaço Telinha de Cinema
Av. Professor Alfredo de Castro s/n, Chácara do Governador – Goiânia
Quando: a partir de 31 de outubro de 2011.
Horário: 14h00 às 17h00

Comments are closed.